Tennis Route

Facebook Instagram Twitter YouTube
tennis route

Notícias

Thiago Wild supera favorito e conquista, em Guayaquil, seu maior título no profissional
03 de Novembro de 2019

Thiago Wild supera favorito e conquista, em Guayaquil, seu maior título no profissional

Sobre

Thiago Wild supera favorito e conquista, em Guayaquil, seu maior título no profissional

Tenista dá salto no ranking, entra no top 250 e é um dos mais jovens brasileiros a vencer um challenger nos últimos anos.

Fotos: Thiago Wild com troféu em quadra, com troféu ao lado direito com Andres Gomez, campeão de Roland Garros em 1990 e diretor do torneio de Guayaquil, tenista abraça seu treinador João Zwetsch e demais fotos em ação / Crédito: KCTenis

Thiago Wild (Itaú/Rede/CBT/Asics/Wilson), atleta do Instituto Tennis Route, do Rio de Janeiro, conquistou, na noite deste domingo, o título do torneio challenger de Guayaquil, no Equador, evento sobre o piso de saibro com premiação de US$ 54 mil.

Wild, de apenas 19 anos, derrotou na final o boliviano Hugo Dellien, 76º colocado, por 6/4 6/0: "A sensação de ganhar o torneio é sempre das melhores, qualquer título conta, é um título. É um resultado de um trabalho que venho fazendo, vou seguir na mesma linha e pegada de trabalho. Venho evoluindo bastante nos últimos meses. Só tenho a agradecer minha equipe da Tennis Route e seguir para a próxima que já temos torneio novo para jogar", disse Wild: "No jogo me concentrei mais em mim mesmo, parte mental, consistência para vencer na parte externa do jogo".

Esta é sua maior conquista da curta carreira no profissional, a primeira nível challenger. Ele se torna um dos mais jovens brasileiros nos últimos anos a vencer seu primeiro challenger. Guilherme Clezar conseguiu tal façanha em Rio Quente (GO) com 19 anos em 2012, Thomaz Bellucci com 20 em Santiago, no Chile, em 2008, e Thiago Monteiro com 22 em Aix en Provence, na França, em 2016.

Pela campanha ele somou 80 pontos no ranking e apareceu no 235º lugar no ranking mundial,76 posições a frente da última lista em seu melhor desempenho da carreira. Wild aparece como o terceiro melhor do país.

"Esse resultado é importante, me fez subir bem no ranking e praticamente me coloca dentro do quali do Australian Open, o que me deixa feliz"."

Em Guayaquil ele conquistou duas das três maiores vitórias da carreira. Na final contra Dellien a segunda, e na segunda rodada diante de Thiago Monteiro, 89º. Na primeira rodada superou o brasileiro Wilson Leite, nas oitavas bateu o 13º favorito, o eslovaco Josrf Kovalik, 181º, nas quartas superou o argentino Francisco Cerundolo e na semifinal o cabeça 12 e 155º, o peruano Juan Varillas que ganhou dois challengers em outubro.

A semana foi produtiva também nas duplas com o vice-campeonato ao lado do companheiro de treinos, Pedro Sakamoto, caindo na final diante do uruguaio Ariel Behar e do equatoriano Gonzalo Escobar por 7/6 (7/4) 7/6 (7/5).

Seu próximo compromisso já será na terça-feira no challenger de Montevideú, no Uruguai, estreando contra o argentino Juan Ficovich, 253º.

Treinador do Instituto Tennis Route que acompanha Thiago Wild, João Zwetsch destacou a evolução do atleta: "Uma semana muito legal, passo importante em um caminho ainda longo para trabalhar, melhorar e crescer. Esses passos são importantes para consolidar o trabalho, criar uma motivação e uma crença ainda maior em todas as partes envolvidas, caminhando na estrada certa. Thiago vem fazendo um esforço grande para amadurecer, buscar as coisas importantes para ele, treinamento,rotinas do dia-a-dia, uma condição e necessidade de ter uma cabeça forte, auto-controle durante o jogo, está desenvolvendo cada vez mais essa parte com ajuda do psicólogo Felipe Vardiero em um trabalho sendo feito há uns três meses. Agora é seguir para Montevidéu, as conexões de voo daqui pra lá são ruins, só chegaremos na madrugada de terça para jogar no mesmo dia, mas tudo bem, é um passo importante na carreira dele e da equipe do Instituto Tennis Route que está com ele há cinco anos, um trabalho de muitas mãos e vamos em frente pois há muito para melhorar, manter os pés no chão. O caminho é esse, estamos convictos disso", disse Zwetsch.

O Instituto Tennis Route, entidade sem fins lucrativos, tem como missão transformar a vida de jovens tenistas através do esporte e educação oferecendo oportunidades para criar rotas rumo ao tênis profissional ou universitário. O Instituto Tennis Route conta com o apoio do ITAÚ e REDE através da Lei de Incentivo pelo Ministério do Esporte do Governo Federal.

Fonte: tennisroute.com.br

Últimas notícias

Sakamoto decide o título em simples em Orlando
16 / Novembro / 2019

Sakamoto decide o título em simples em Orlando

Continuar lendo +
Pedro Sakamoto vence na estreia em Orlando, nos Estados Unidos
13 / Novembro / 2019

Pedro Sakamoto vence na estreia em Orlando, nos Estados Unidos

Continuar lendo +
Thiago Wild é superado na semi em Montevidéu, no Uruguai
11 / Novembro / 2019

Thiago Wild é superado na semi em Montevidéu, no Uruguai

Continuar lendo +
Publicidade Prognum Patrocinadores